Skip to content

Conselhos


Conselho Diretor

É integrado pelo presidente da Fundação Pró-Memória e por membros do poder público e da sociedade civil e tem funções consultivas, deliberativas e normativas que atuam em trabalhos culturais e serviços prestados à historiografia de São Caetano do Sul e da região do Grande ABC, em geral, que sirvam à missão da instituição.

Conselheiros:


Charly Farid Cury – Presidente

Anna Figueira
Nasceu em 16 de janeiro de 1938, em São Caetano do Sul (SP). Filha de Walter Figueira e Sophia Lanfranchi Figueira, é graduada em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae/PUC-SP (1963). É licenciada em História pelas Faculdades Associadas do Ipiranga (1973) e bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo (1984). Tem pós-graduação em Direito Empresarial pela USCS (2012/2013) e especialização em Orientação Educacional pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Sedes Sapientiae/PUC-SP. Foi atleta de tênis e representou São Caetano do Sul em Jogos Regionais e Abertos nas décadas de 1960 e 1970. É advogada registrada na OAB de São Caetano do Sul.  Profissionalmente atuou como orientadora educacional do Ginásio João XXIII (1965-1970), professora universitária na área de Educação na Fundação de Educação e Cultura do ABC (1972-1974) e professora de História em escolas estaduais. Foi diretora de escola estadual de segundo grau, diretora da divisão de currículo da Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas da Secretaria da Educação do Estado São Paulo (1987-1989), supervisora de ensino do Estado de São Paulo (1993-1996) e diretora da Escola de Idiomas Paulo Sergio Fiorotti, em São Caetano (2005-2009).

Breno Diorrener Pereira
Nasceu em 27 de janeiro de 1936, em São Caetano do Sul (SP). Cursou o primário na Escola Comercial Senador Flaquer (1943/1948), logo após cursou Motor a Explosão, na Escola Profissional Urubatam (1952/1953), datilografia (1955), inglês (1955), desenho mecânico e projeto de máquinas, na Escola de Tecnologia 28 de Julho. Trabalhou na Indústria Têxtil São Caetano Ltda., onde foi ajudante de mecânico; na Empresa de Auto-Ônibus Santa Ignês, como meio oficial de mecânico; e como autônomo na área de estampo para colagem de mosaicos (pastilhas). Foi montador de autos na General Motors do Brasil e finalizou sua carreira na Ford Motor do Brasil S.A, onde chegou a superintendente de produção. Atualmente é corretor de imóveis.

Eva Bueno Marques
Nasceu em 20 de novembro de 1949, em Conceição da Aparecida (MG).  É formada professora pelo Colégio Sagrado Coração de Jesus e farmacêutica pela Escola Federal de Farmácia,  em Alfenas (MG). Aposentada pelo Banco do Brasil desde 1998, trabalhou como fiscal da vigilância sanitária em São Caetano do Sul, na área das farmácias e drogarias, nos anos de 1999 e 2000. Desde 2002, trabalha como farmacêutica responsável técnica da Distribuidora e Importadora Guinez International, em São Caetano do Sul. Participou do seminário sobre os 100 anos de nascimento de Cecília Meireles, na USP, em 2001, com a filha e a neta da poetisa. Ingressou na Academia de Letras da Grande São Paulo, em junho de 1983. Atua como mestre de cerimônias na Academia de Letras há 20 anos e em eventos fora da entidade, lançamentos de livros, etc. Declamadora, já apresentou dois recitais na cidade, nos anos de 1994 e 2005. Na Academia de Letras ocupa a Cadeira de número 26, cujo patrono é Cecília Meireles.

Francisco José Gripp Bastos
Nasceu em 21 de novembro de 1946, em São Paulo. Filho de Vicente Bastos e Darcy Gripp Bastos, casou-se, em 1970, com Irene Silva Bastos, com quem teve dois filhos: Flaviana e Cesar. É irmão de Magnólia, Marco e Vicente Bastos Junior. Estudou no Instituto de Ensino de São Caetano do Sul (primário, admissão, ginásio, datilografia e química industrial). É formado em Engenharia Química e Pedagogia. Residiu em São Caetano do Sul por 24 anos, do nascimento até seu casamento, retornando oito anos depois, até o presente momento. Trabalhou por 42 anos no Instituto de Ensino, na administração e docência (1962/2004), quando se aposentou. Retornou ao trabalho em 2006 na Prefeitura de São Caetano do Sul, atuando como diretor escolar por seis anos. Foi supervisor do Museu Histórico Municipal, da Fundação Pró-Memória, por quatro anos.  É membro do conselho diretor da Fundação Pró-Memória há cinco anos. Foi membro da diretoria do SIEESP em São Paulo, como suplente, por dois anos.

João Manoel da Costa Neto
É advogado, formado pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Atuou na Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul de 1999 a 2006, na Secretaria da Fazenda, no setor de Contabilidade e Receita Imobiliária. Ingressou no Governo do Estado de São Paulo, na Secretaria da Cultura em 2006, exerceu as funções de assistente técnico de Gabinete, diretor do Centro de Contratos e Convênios, assessor parlamentar e chefe de Gabinete da pasta. É servidor efetivo do Governo do Estado de São Paulo, na carreira de executivo público, desde 2008, e está afastado para o exercício do cargo de Secretário de Municipal da Cultura de São Caetano do Sul. Representou a Secretaria de Estado da Cultura nos conselhos: Conselho do Idoso, Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho Gestor do Fundo Estadual de Defesa dos Direitos Difusos, Conselho Estadual de Políticas Antidrogas, Conselho Estadual do Turismo, Conselho Gestor do CERET e Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista.

João Tarcísio Mariani
Formado em Engenharia Metalúrgica e Administração de Empresas, é consultor especializado em processos de fabricação de alumínio. É colaborador da Revista Raízes desde 2004 e participa do Conselho Diretor da Fundação Pró-Memória. Responde pela área de comunicação da Igreja Matriz Sagrada Família e é secretário e monitor do Museu Sagrada Família-Catequese e Arte. Atualmente é vice-presidente do Grupo dos Amigos do Movimento Autonomista (Gama).

Kátia Valéria Gomes de Souza
É graduada em Letras, Português e Inglês e pós-graduada em Literatura Brasileira. Realizou cursos de Português Instrumental, Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, Toponímia Indígena do Brasil e Teatro Inglês. Atuou como professora em escolas particulares e estaduais. Desde 1995 atua como professora de Português e Inglês na Escola Municipal de Idiomas de São Caetano. Tem vários textos publicados em coletâneas de concursos de prosa e poesia e uma publicação de poesia em conjunto com outros autores.É membro da Academia Popular de Letras de São Caetano.

Luiz Domingos Romano
Nascido em 13 de março de 1951, em São Caetano do Sul (SP). É designer na área de produto e embalagem e pós-graduado em comunicação visual. Atuou como designer de produto, embalagens e artes gráficas nas empresas: Trol S.A. Brinquedos e Utilidades Domésticas e na Colgate Palmolive, totalizando 16 anos de experiência. Em 1988, como microempresário iniciou a LD Romano Design Ltda, que atua, até os dias de hoje, na área de criação, comunicação visual e artes gráficas. Colecionador, pesquisador e memorialista na área esportiva, é membro do Memofut (Memória do Futebol), em São Paulo. É Cidadão da História do Bairro Oswaldo Cruz, homenageado em 2007.

Márcia Gallo
Nascida em 28 de julho de 1949, é filha de Henrique Caires Nóbrega Netto e Angela Dall’Anese Nóbrega. É viúva de José Angelo Gallo, tem três filhos e três netos. Docente na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), nas Escolas de Negócios e Educação. É professora nível II de Geografia da rede municipal de Educação, prestando serviços à Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, desde janeiro de 2017. É mestre em Educação: História, Política e Sociedade pela PUC-SP, pós-graduada em Metodologia do Ensino Superior; graduada em Ciências Sociais (FSA), Geografia (UNICASTELO) e Pedagogia (UNINOVE). É autora de “A Parceria Presente – a relação família-escola numa escola da periferia de São Paulo” e de textos acadêmicos e outros, publicados na Revista Raízes.  Outras funções exercidas: Professora de Ensino Fundamental e Médio das redes pública e privada, coordenadora pedagógica e diretora escolar nas redes pública e particular de São Caetano do Sul. Filiada ao PSDB desde 1995, é ainda filiada ao Rotary Club São Caetano do Sul-Olímpico desde 2012.

Mônica Iafrate
Bacharel e licenciada em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, com especialização em Museologia, pelo Museu de Arqueologia da Universidade de São Paulo. Atua há 28 anos na área de pesquisa e organização de acervos históricos e artísticos públicos e privados. Atualmente trabalha na Fundação Pró-Memória, coordenando o Centro de Documentação Histórica.

Wagner Antônio Natale
Nascido em 5 de março de 1950, em São Paulo, foi criado no Bairro da Fundação, em São Caetano do Sul. Formou-se em Contabilidade no Instituto de Ensino de São Caetano do Sul, em 1968, e em Administração de Empresas no Instituto Municipal de Ensino de São Caetano do Sul (atual USCS), em 1972. Cursou especialização em Macroplanejamento na Fundação Santo André. Serviu no Tiro de Guerra de São Caetano do Sul em 1969, sendo o atirador 430. Iniciou sua vida profissional como engraxate e barbeiro nos Patrulheiros Mirins de São Caetano do Sul. Foi contador e superintendente das Casas Bahia e atualmente é sócio-proprietário da Rebal Comercial Ltda. Também foi um dos fundadores e o primeiro presidente do Núcleo de Convivência Menino Jesus, entidade assistencial que atende 100 crianças e 30 adolescentes em São Caetano. Conselheiro do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico é ainda membro do Grupo de Amigos do Movimento Autonomista (Gama).

William Pesinato
Engenheiro mecânico formado pela Faap, possui diversos cursos extracurriculares nas áreas técnica e administrativa. Há quase 20 anos vem atuando em empresas nacionais e multinacionais com projetos e equipamentos para indústrias alimentícias em geral, desde bebidas, laticínios, carnes e alimentos preparados.  Desde 1991 é gerente técnico da Fábrica de Artefatos Metalúrgicos ITÁ Ltda., fabricante de artigos médicos/hospitalares, estabelecida em São Caetano do Sul, desde 1915. Foi diretor titular do Ciesp de São Caetano do Sul (1999/2004 e 2008/2014), diretor adjunto do Departamento de Competitividade da Fiesp (1999/2000), e é diretor do Sindicato das Indústrias de Artigos Médico/Hospitalares e Odontológicos desde 1999. Membro dos seguintes conselhos: Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (2002/ 2004 e 2012/2014), Conselho Consultivo do Curso Superior de Tecnologia Mecatrônica do SENAI Armando de Arruda Pereira (2000/2003), Conselho Gestor do Hospital São Caetano (desde 2002    até seu fechamento), Conselho Universitário da Universidade de São Caetano do Sul (desde 2005). Foi diretor titular do Departamento de Competitividade do Ciesp (2004/2007) e presidente da Comissão Municipal de Emprego de São Caetano do Sul (2002/2005).


Conselho Consultivo

É composto por membros da sociedade civil e atua no acompanhamento de questões relevantes ao encaminhamento das funções e das atividades desenvolvidas pela instituição.

Conselheiros:


Charly Farid Cury – Presidente

Cláudio Prieto
Atualmente com 75 anos, é casado com Janete Mendes Prieto e tem três filhos: Reginaldo, Rogerio e Renata, e três netos: Eric, Victor e Amanda. Empresário no ramo de embalagens para exportações, foi proprietário da Marcenaria São Caetano, localizada no Bairro São José, em São Caetano do Sul, encerrando suas atividades nos anos 1990. Atualmente é proprietário do Espacio Prieto, com seus filhos. Sócio do Lions Clube Barcelona, desde 1976 ocupando os cargos de vice-governador do distrito presidente e diretor social. Foi presidente do Núcleo de Capacitação de Menor Wilson Prieto Lions Clube por quatro anos seguidos. Depois, por mais três vezes, assumiu a presidência do Lions Clube Barcelona.

Issao Toyoda Kohara
Bacharel em Matemática pela Uniabc, é técnico de máquinas e motores pela CIE - Getúlio Vargas e possui especialização em motores diesel pela Universidade Meijo Nagoya (Japão). Atua como representante comercial de produtos de higiene e perfumaria na Gramense e Rio Branco Distribuidora. Foi supervisor de garantia e treinamento de produtos por 20 anos na Motores Perkins e Maxion S/A. Atuou por seis anos na marinização do Projeto Antártida, do veleiro Polar Parati, de Amyr Klink. Leva ainda em seu currículo, 31 anos de atividades do videolocadora Cindy Vídeo, da qual é sócio.

Ivo Pellegrino
Nascido em 10 de maio de 1936, em São Caetano do Sul, é filho do autonomista e primeiro prefeito de São Caetano do Sul, Ângelo Raphael Pellegrino e Nelly Guilhermina Akesson Pellegrino. Graduou-se em Engenharia Química pela Universidade Mackenzie, e em Direito. É pós-graduado em Minas e Mineralogia. Atuou no campo da mineração como diretor presidente da Lavras (Empresa de Mineração). É advogado inscrito na OAB, comarca de São Caetano. Foi fundador e líder do setor de matérias primas na Associação Brasileira de Cerâmica, associação da qual foi diretor. É sócio honorário do Rotary Club de São Caetano do Sul e sócio da obra Opus Dei.

José Luiz Cabrino
Nascido em 19 de abril de 1955, em São Paulo, é filho de Ettore Cabrino e Zenaide Facciolli Cabrino. Casado com Marindalva Cabrino, tem duas filhas: Lara e Barbara. Formado em jornalismo pela Universidade Metodista de São Bernardo do Campo e em Administração – Comércio Exterior  pela Universidade de São Caetano do Sul. Aos 10 anos, começou a auxiliar seu pai na Sociedade Comercial de Ferragens Vila Paula. Trabalhou no Primeiro Cartório de Notas e Ofícios de São Caetano do Sul (1972 e 1973), no extinto Banco Noroeste do Estado de São Paulo (1973 e 1974), na General Motors do Brasil (1974 a 1976) e na Telecomunicações de São Paulo S.A. (Telesp), de 1976 até 2001. Em 2001, criou a empresa J & M Consultoria. Em 2004, abriu uma livraria de rua, A Estudantil – Livraria e Papelaria, em São Caetano.  Faz parte do Rotary Club de São Caetano do Sul desde agosto de 2009, tendo sido seu presidente na gestão 2013-2014 e atualmente é secretário geral da Comissão Distrital de Intercâmbio de Jovens do Distrito 4420 do Rotary International. Participante dos seguintes conselhos: Conselho Deliberativo da Fundação de Rotarianos de São Caetano do Sul, Conselho Diretor da Casa da Amizade de São Caetano do Sul e Conselho Deliberativo da Sociedade Portuguesa de Beneficência de São Caetano do Sul.

José Ramos Vitorino
Nasceu em 21 de novembro de 1934, em Presidente Wenceslau (SP). Casado com a psicóloga Neide Trigo Ramos, tem três filhos: Renato, Rogério e Régis. Graduou-se em Geografia pela USP. Lecionou Geografia, Português, Latim, História, Noções de Direito e Educação Moral e Cívica, em escolas do Grande ABC. Após 54 anos de magistério, foi aposentado compulsoriamente pelo Estado, aos 70 anos de idade. Mesmo trabalhando muito, cursou as faculdades de Direito, em Bragança Paulista, e Pedagogia, na Faculdade Leonor Mendes de Barros. Membro cofundador da Academia Popular de Letras, é ainda acadêmico da Academia de Letras da Grande São Paulo, ocupando a cadeira de número 33, cujo patrono é Amadeu Amaral.

Maria José Amaral Pante
Nasceu em 11 de abril de 1944, na cidade de Assis (SP). Cursou licenciatura plena em Língua Portuguesa e Literatura na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis, em 1968, licenciatura plena em Pedagogia, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São Caetano do Sul, em 1977. É especialista em Administração Escolar e Orientação Educacional, Língua Inglesa e Literatura Norte-Americana, Teoria da Literatura e Literatura Comparada e Língua Portuguesa. Atuou como professora, orientadora e diretora em diversas escolas de São Caetano, como na EME Profª. Alcina Dantas Feijão. Atualmente é integrante do Núcleo do Saber, espaço destinado ao atendimento de crianças e adolescentes com dificuldade de aprendizagem, desenvolvendo o campo linguístico, leitura e escrita.

Mário Porfírio Rodrigues
Nasceu em 20 de outubro de 1925, na cidade de Ribeirão Claro (PR). Filho de Marques Rodrigues e Antônia Porfírio Rodrigues. Casado em primeiras núpcias com Macaria Garcia Rodrigues, e em segundas núpcias com Maria Wilma Toledo Barros Rodrigues. É pai de Roberto Mário Rodrigues. Diplomado em Contabilidade pela Escola Técnica de Comércio, é administrador pelo Título de Habilitação Profissional expedido pelo Conselho Federal de Administração. Fez vários cursos profissionais, seminários e congressos. Foi operário em empresas de São Caetano do Sul e, a partir de 1954, ocupou cargos de gerente, em empresas da cidade, chegando ao cargo de diretor da PAN Produtos Alimentícios Nacionais, Chocolate Dulcora,  Ferros Elétricos Tupy, Reprinco – Indústria e Comércio Ltda. e Eletropaulo – Eletricidade de São Paulo S.A.  Foi membro e associado de diversos clubes, associações de classe, tendo sido fundador do primeiro Rotary Club de São Caetano do Sul e da Delegacia local do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo. Em 1947, fundou a Sociedade Beneficente Hospitalar São Caetano. É líder do Movimento Autonomista que criou o município de São Caetano do Sul e, em 1962, foi agraciado com o título de Cidadão Sul-são-caetanense. Em 1946, fundou e dirigiu o Jornal de São Caetano. Foi diretor da revista Ars Curandi e diretor do Sancaetanense Jornal. Membro da Academia de Letras da Grande São Paulo, ocupa a cadeira de número oito, cujo patrono é Monteiro Lobato.

Mauro Vincenzi Laranjeira
Nascido em 2 de março de 1954, em São Caetano do Sul. Filho de Jorge Laranjeira e Lucia Vicenzi Laranjeira, é casado com Marisa Nasi Laranjeira, com quem teve três filhas: Beatriz, Ligia e Ana Lúcia. Graduou-se em Engenharia Mecânica na Faap, em 1977. Comerciante, desde 1982 atua na direção da Casa Laranjeira. Foi presidente da Associação Comercial de São Caetano do Sul (2013/2016), militante e atual tesoureiro geral da Sociedade Beneficente União Operária de São Caetano do Sul.

Newton Mori
Empresário por 45 anos, atuando nos últimos 30 anos na empresa Marcelo’s Rigor, empresa de aluguel de roupas masculinas. Foi, por duas gestões, diretor da Associação Comercial e Industrial de São Caetano do Sul.  Membro do Conselho de Cidadania e Participação Social. Foi homenageado no ano de 2012 com a Medalha Di Thiene, pelos relevantes serviços prestados à coletividade que contribuíram para o desenvolvimento do município. Participou efetivamente do Rotary Club Olímpico de São Caetano do Sul, por cinco anos, sendo vice-presidente na gestão do Charly Farid Cury. Atualmente é membro da Confraria da Praça Entidade de Assistência ao Idoso.

Sueli Bimbachi
Formada na Fundação das Artes na área de música, é pianista e arranjadora. Foi professora nesta instituição, atuando também na área de dança e teatro durante nove anos. Trabalhou também como tecladista profissional, fazendo arranjos, participando de gravações e viajando pelo Brasil acompanhando diversos artistas. Há 28 anos atua como servidora pública na Secretaria Municipal de Cultura na área administrativa e de eventos.

Teruo Fujita
Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Brás Cubas, de Mogi das Cruzes, atuou na área de desenho mecânico da empresa Elevadores Atlas. Foi conselheiro e presidente da Sociedade Amigos do Bairro da Fundação. Atuou fortemente no movimento contra as enchentes dos rios Tamanduateí e dos Meninos. Orgulha-se por ter fotografado e filmado a Festa Italiana desde sua primeira edição.

Valdo Armindo Rechelo
Artista plástico, formado em educação artística pelas Faculdades Integradas Teresa D’Avila (Fatea). Pós-graduado, é especialista em história da arte pela Fatea, em Linguagem da Aquarela pela Faculdade Santa Marcelina (Fasm), e em gravura pelo Ateliê Iole De Natale. Professor universitário nas Faculdades Integradas Coração de Jesus (Fainc), é coordenador e curador da Escola de Artes Visuais da Fundação Das Artes de São Caetano do Sul.


Comissão Editorial

Composta por jornalistas, historiadores, memorialistas, membros da sociedade civil e do poder público e outros profissionais, dedicados à realização de pesquisas e produção de textos que difundem a história e preservam a memória regional.

Comissão:


Charly Farid Cury – Presidente

Ana Luiz Nóbrega Cury
Formada em Comunicação Social, com habilitação em Publicidade e Propaganda, pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul, é pós-graduada em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo. Tem formação em Liderança Feminina pelo Instituto KVT Feminino.  Atuando na área de produção audiovisual desde 2003, exerce funções de atendimento e produção. Desde 2008, atuando na área de estacionamentos como administradora de empresa.

Antonio Reginaldo Canhoni
Nascido em 13 de junho de 1947, em São Caetano do Sul, é filho de Germano Canhoni e Rosa Galdini Canhoni. É bacharel em Comunicação Social pelo Instituto Metodista de Ensino Superior, além disso realizou diversos cursos na área de fotografia, como os cursos de Suprimento de Fotografia para Publicidade em Branco e Preto e Cores e de Qualificação Fotográfica, pelo Senac, e o curso de Fotografia no Foto Clube Bandeirantes. Atualmente atua como fotógrafo na Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul.

Caio Bruno Siqueira de Paula
Formado em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul e pós-graduando em Comunicação Empresarial pela Universidade Metodista de São Paulo.  Possui cursos livres nas seguintes áreas: redes sociais, Google Marketing e cultural. Iniciou as atividades profissionais em 2004 ainda como estagiário e possui experiência em jornais, revistas, agências de publicidade, assessorias de comunicação e poder público. Atualmente é supervisor do Museu Histórico Municipal de São Caetano do Sul.

Cristina Toledo de Carvalho
Graduada em História pela Universidade do Grande ABC (2002), mestre em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP (2012), e doutoranda do Programa de Estudos Pós-Graduados em História desta mesma universidade (2018). É historiadora da Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, membro da Comissão Editorial da Revista Raízes (na qual se encontram mais de 40 artigos de sua autoria) e do Grupo Temático História e Memória do Consórcio Intermunicipal Grande ABC. É autora do livro Migrantes amparados: a atuação da Sociedade Beneficente Brasil Unido junto a nordestinos em São Caetano do Sul (1950-1965). Fruto de sua dissertação de mestrado em História (PUC/SP), o mencionado trabalho foi publicado pela Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul em 2015. Tem experiência nas áreas de educação e pesquisa, com ênfase na história de São Caetano do Sul.

Humberto Domingos Pastore
Formado em Comunicação Social, especializado em Jornalismo e em Teologia da Igreja Cristã. Atua no campo da assessoria de imprensa, respondendo pela comunicação da Diocese de Santo André. É editor do jornal A Boa Notícia e do Enfim. Membro da Academia de Letras da Grande São Paulo, é autor dos seguintes livros: Contador de Causos Urbanos, Santa Rita de Cássia - A Padroeira do Pinheirinho, Cônego Belisário – O condutor de almas que já foi tangedor de jumentos, Lins – A saga de um líder sindical, Falando de Comunicação e de Pastoral de Comunicação, Tadeu - O outro Judas e Grudando letras, formando palavras, escrevendo frases.

Isabel Cristina Ortega
Licenciada em Pedagogia pela Faculdade de Educação e Cultura de São Caetano do Sul e graduada em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas. Entre 2005 e 2012, exerceu a função de assessora de Difusão Cultural, na Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, instituição à qual retornou em 2017. Atuando na área de pesquisa histórica, é autora de vários artigos publicados na Revista Raízes. 

João Alberto Tessarini
Nascido em 29 de dezembro de 1951, na cidade do Espírito Santo do Pinhal (SP). Filho de João Tessarini e Rita da Silveira Tessarini. Graduou-se em Comunicação e Publicidade na Escola Panamericana de Artes. É desenhista, pintor e escultor com participação em exposições coletivas e individuais. Em sua carreira atuou em diversas empresas privadas e órgãos públicos, na área de comunicação. Atualmente é o coordenador do Ateliê Pedagógico da Casa de Vidro da Fundação Pró-Memória.

João Manoel da Costa Neto (informações já constam no Conselho Diretor)

Mário Porfírio Rodrigues (informações já constam no Conselho Consultivo)

Monica Iafrate (informações já constam no Conselho Diretor)

Nelson Albuquerque Oliveira Júnior
Formado em Comunicação Social, com especialização em Jornalismo, pela Universidade São Judas Tadeu, é também especializado em Redação Publicitária pela ESPM. Atua na assessoria de imprensa da Prefeitura de São Caetano do Sul, por meio da Subsecretaria de Comunicação. Já atuou em vários veículos da imprensa regional, como Diário do Grande ABC (nos períodos de 2000-2005 e 2009-2010, na função de repórter e editor do caderno Cultura & Lazer), Jornal Vida, Correio do ABC, Folha de São Caetano, Jornal de São Caetano e Hoje Jornal. Como assessor de imprensa atendeu à Associação Comercial e Industrial de São Caetano do Sul, São Caetano Esporte Clube e Cia da Matilde. É autor do livro de contos A Dor Não Tem Plural (2015) e venceu o 1º Concurso Literário de São Caetano do Sul, na categoria Contos, em 2005. 

Paula Ferreira Fiorotti
Formada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Metodista de São Paulo. Tem pós-graduação em Comunicação Empresarial e Relações Públicas pela Faculdade Cásper Líbero e é especialista em Gestão de Patrimônio e Cultura pelo Centro Universitário Assunção (Unifai). Desde 2001 atua na Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, nas áreas de comunicação, eventos, exposições, pesquisa e projetos, sendo ainda membro do Conselho Editorial da instituição e jornalista responsável da revista Raízes. Desde 2011 é membro do Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico Cultural e Ambiental de São Caetano do Sul. Tem diversos cursos na área de gestão de museus, memória e patrimônio cultural.

Roberta Sernagiotto Soares
É formada no curso técnico de Arte Dramática pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul, em Comunicação Social, pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul e pós-graduada em Comunicação Visual e Multimídia pela Universidade São Judas Tadeu (SP). Como designer e ilustradora participou de diversos projetos, em sua maioria na área de cultura e memória. É responsável pelo projeto gráfico e editoração de revistas e livros da Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul. Já desenvolveu diversos materiais de comunicação para diversos espetáculos teatrais, musicais e exposições.