Skip to content
  • Exposição Temporária de Brinquedos e Brincadeiras
    :: ESPAÇO DO FORNO ::
  • Ao som das Bandas e Fanfarras
    :: Exposição Virtual de Junho ::

Programação


A partir do dia 12

Mais uma vez a Fundação Pró-Memória realiza parceria com a Escola Villare para uma exposição elaborada a partir de um trabalho realizado com os alunos da instituição, que realizaram pesquisas e investigações sobre brinquedos e brincadeiras da infância de seus pais. Visitação de terça a sexta-feira, das 12h às 16h, e aos sábados, das 9h às 13h, até 13 de julho.
Exposição Temporária de Brinquedos e Brincadeiras

Dias 23 e 24 (sábado e domingo). 18h

A leitura encenada tem como objetivo apresentar ao público a dramaturgia da peça inédita Fala das Profundezas, bem como compartilhar o processo de desenvolvimento desse texto com experimentações cênicas que deem perspectivas de sua montagem teatral. Fala das Profundezas tem autoria e direção de Gabriel Cândido. Nascido em São Caetano do Sul, foi contemplado, em 2017, pelo Proac de Incentivo à Criação e a Publicação de Dramaturgia da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e é o novo trabalho do Núcleo Negro de Pesquisa e Criação (NNPC). Após a realização da leitura encenada haverá um bate-papo com o público sobre os temas apresentados e o seu processo de criação, além de roda de samba e lançamento do livro que apresenta o texto encenado. A atividade tem apoio da Fundação Pró-Memória e do Conselho da Comunidade Negra de São Caetano.
Fala das Profundezas – Uma Leitura Encenada

Dia 9 (sábado). 10h

Na sua primeira edição (2011), esse livro recebeu o título de Uma Arqueologia da Memória Social. Agora reeditado em 2018, todo revisado, vem com o novo título Moleque de Fábrica – Uma Arqueologia da Memória Social. O autor nos apresenta uma trajetória pessoal de adversidades e superações, expondo o Brasil pela margem de dentro de seus dilemas. Com seu olhar microscópico e cotidiano, José de Souza Martins conta sua infância e adolescência, na roça e na fábrica, traçando o retrato de uma era decisiva no advento da modernidade no Brasil. Na ocasião, o autor vai proferir a palestra A Alienação na São Caetano Operária – O Lado Oculto da Memória. A atividade tem apoio da Fundação Pró-Memória. O livro será comercializado pela editora.
Lançamento em São Caetano do livro Moleque de Fábrica: Uma Arqueologia da Memória Social, de José de Souza Martins

Até 13 de julho

Em parceria com a Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, a exposição apresenta a produção artística que permeou a Escola de Artes Visuais da Fundação das Artes desde sua criação. Trabalhos dos orientadores atuais da escola, de ex-alunos e de artistas que tiveram alguma participação na trajetória da instituição são apresentados ao público. Podem ser conferidas obras de Elton Hipólito, Daniel Melim, Iole Di Natale, Bruno Andrade, Bruno Novaes, entre outros. Obras das edições dos Salões de Arte Contemporânea (realizados na cidade entre as décadas de 1960 e 1980) que foram organizadas pela Fundação das Artes, e que agora são do acervo da Pró-Memória, também fazem parte da mostra. Visitação até 13 de julho. 
Os primeiros 50 anos - Exposição comemorativa da Escola de Artes Visuais da Fundação das Artes

De segunda a quinta-feira l Das 9h às 16h

Programa educativo direcionado ao público das instituições de atendimento social e de saúde mental, como o Centro de Atenção Psicossocial (Caps), que tem o objetivo de, por meio da apreciação da arte e de atividades artístico-pedagógicas, dar suporte às terapias ocupacionais, contribuindo para o desenvolvimento de fatores como inserção social, memória, concentração, entre outros. As instituições podem realizar o agendamento pelo email acaoeducativa@fpm.org.br.
Arte como Apoio Terapêutico

Até 15 de junho

Fruto do programa educativo Arte como Apoio Terapêutico traz objetos produzidos em visitas à Pinacoteca Municipal pelos pacientes do Centro de Apoio Psicossocial (Caps). O programa é uma ação continuada, evidenciando que o espaço do museu deve ser apropriado e utilizado como lugar de socialização e de interação oferecendo uma importante reflexão sobre arte como estratégia na organização dos cuidados nos serviços da saúde mental e como uma ação interdisciplinar. Visitação até 15 de junho.

Exposição Arte como apoio terapêutico

Permanente

Com este programa, o acervo do Centro de Documentação Histórica da Fundação Pró-Memória, que abriga importantes coleções de documentos textuais, iconográficos, fonográficos e audiovisuais, datados desde o século 19 até os dias atuais, é aberto à consulta pública, disponibilizando as fontes históricas a todos os interessados. As consultas podem ser feitas diretamente no Centro de Documentação (Av. Dr. Augusto de Toledo, nº 255, Bairro Santa Paula) ou por email.
Programa de Apoio à Pesquisa

Permanente

O projeto consiste na captação de acervo histórico e de memória de São Caetano do Sul. O objetivo é estimular a doação de documentos, fotografias, mapas, livros e objetos que pertenceram aos moradores da cidade e também a pessoas que atuaram profissionalmente no município. Para fazer a sua doação, o interessado pode se dirigir à Fundação Pró-Memória ou ao Museu Municipal
Baú de Memórias: Guarde aqui suas lembranças