Skip to content
  • Corpo de Bombeiros: protegendo e salvando vidas
    :: EXPOSIÇÃO VIRTUAL DO MÊS::
  • humanus – Luiz Pasqualini versus Antropologia
    ÚLTIMOS DIAS :: Até dia 19

Programação


Visitação até 13 de julho.

Em parceria com a Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, a exposição apresenta a produção artística que permeou a Escola de Artes Visuais da Fundação das Artes desde sua criação. Trabalhos dos orientadores atuais da escola, de ex-alunos e de artistas que tiveram alguma participação na trajetória da instituição são apresentados ao público. Podem ser conferidas obras de Elton Hipólito, Daniel Melim, Iole Di Natale, Bruno Andrade, Bruno Novaes, entre outros. Obras das edições dos Salões de Arte Contemporânea (realizados na cidade entre as décadas de 1960 e 1980) que foram organizadas pela Fundação das Artes, e que agora são do acervo da Pró-Memória, também fazem parte da mostra. Visitação até 13 de julho. 
Os primeiros 50 anos - Exposição comemorativa da Escola de Artes Visuais da Fundação das Artes

De segunda a quinta-feira l Das 9h às 16h

Programa educativo direcionado ao público das instituições de atendimento social e de saúde mental, como o Centro de Atenção Psicossocial (Caps), que tem o objetivo de, por meio da apreciação da arte e de atividades artístico-pedagógicas, dar suporte às terapias ocupacionais, contribuindo para o desenvolvimento de fatores como inserção social, memória, concentração, entre outros. As instituições podem realizar o agendamento pelo email acaoeducativa@fpm.org.br.
Arte como Apoio Terapêutico

Visitação até 19 de maio.

A Fundação Pró-Memória apresenta o jovem artista sul-são-caetanense, Luiz Pasqualini. Nesta mostra, foram reunidas 22 de suas obras, em óleo sobre tela, que retratam, de maneira realista, rostos de amigos, familiares ou pessoas que ele achou interessantes. Em 2017, Pasqualini foi premiado em seis salões de arte no interior e litoral de São Paulo. Visitação até 19 de maio.

humanus – Luiz Pasqualini versus Antropologia

Dia 14

A Fundação Pró-Memória, por meio da Pinacoteca Municipal, participa da Semana de Saúde Mental, organizada pela Secretaria Municipal de Saúde, com uma exposição e uma roda de conversa, com base no projeto Arte como Apoio Terapêutico.

 

Exposição Arte como apoio terapêutico

Dia 14. 10h

Saguão da Pinacoteca

Fruto do programa educativo Arte como Apoio Terapêutico traz objetos produzidos em visitas à Pinacoteca Municipal pelos pacientes do Centro de Apoio Psicossocial (Caps). O programa é uma ação continuada, evidenciando que o espaço do museu deve ser apropriado e utilizado como lugar de socialização e de interação oferecendo uma importante reflexão sobre arte como estratégia na organização dos cuidados nos serviços da saúde mental e como uma ação interdisciplinar. Visitação até 15 de junho.

Roda de conversa: Arte como instrumento terapêutico no tratamento de usuários da rede de saúde mental

Dia 14. 14h

Pinacoteca Municipal

Como parte dos eventos da Semana de Saúde Mental, a Pinacoteca Municipal oferece seu espaço para a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelo Caps, em parceria com seu serviço educativo no desenvolvimento do programa Arte como Apoio Terapêutico abordando as diversas questões que envolvem o trabalho de saúde mental. Entre os convidados, presença confirmada da psicóloga Simone Martinez Barbero, do Centro de Triagem Neonatal e Estimulação Neurossensorial Dr. Tatuya Kawakami.

Participação na Semana de Saúde Mental

Maio

Com este programa, o acervo do Centro de Documentação Histórica da Fundação Pró-Memória, que abriga importantes coleções de documentos textuais, iconográficos, fonográficos e audiovisuais, datados desde o século 19 até os dias atuais, é aberto à consulta pública, disponibilizando as fontes históricas a todos os interessados. As consultas podem ser feitas diretamente no Centro de Documentação (Av. Dr. Augusto de Toledo, nº 255, Bairro Santa Paula) ou por email.
Programa de Apoio à Pesquisa

Maio

O projeto consiste na captação de acervo histórico e de memória de São Caetano do Sul. O objetivo é estimular a doação de documentos, fotografias, mapas, livros e objetos que pertenceram aos moradores da cidade e também a pessoas que atuaram profissionalmente no município. Para fazer a sua doação, o interessado pode se dirigir à Fundação Pró-Memória ou ao Museu Municipal
Baú de Memórias: Guarde aqui suas lembranças

Visitação até 13 de julho.

A exposição retrata o esporte de São Caetano desde os primórdios do século 20, passando pelas grandes conquistas estaduais e nacionais e as atividades esportivas municipais. Visitação até 13 de julho. 
São Caetano do Esporte

Abertura dia 25 | 19h

A exposição, que tem apoio da Secretaria de Estado da Cultura, traz obras que representam o papel do negro na sociedade por meio da arte e da cultura e celebra os 130 anos da abolição da escravatura no país. Além de Menino e Bandeira, uma de suas ilustrações mais icônicas, o público poderá conferir a visão de Andreato ao retratar personalidades como Adoniran Barbosa, Clementina de Jesus, Cartola, Martinho da Vila e Paulinho da Viola. Com mais de 50 anos de carreira, Andreato se destacou como criador de capas de discos para os mais importantes nomes da MPB, produzindo em torno de 400 trabalhos ao longo de sua trajetória. Visitação até 10 de junho.

Elifas Andreato – A Arte Negra na Cultura Brasileira