Skip to content

Raízes e Retratos

Raízes e Retratos

Um dos elementos fundamentais da constituição de um cidadão é a identidade cultural, ou seja, sua capacidade de sentir-se pertencente a um grupo que compartilha sentimentos, signos, tradições, enfim, compartilha sua história. Podemos dizer que a revista Raízes, publicada pela Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul há cerca de 25 anos, promove este elo de pertencimento, contribuindo para este processo de identificação, pois permite que tenhamos contato com quadros de referência de nosso passado.

Composta por várias seções que abordam aspectos diferenciados da história e da memória da cidade, a publicação conta com a coluna Memória Fotográfica, que tem seu foco na utilização de imagens para relatar acontecimentos de anos anteriores. Uma seleção de fotografias, acompanhadas de legendas ou textos-legendas, registram momentos importantes, e até mesmo mais singelos, da vida de moradores de São Caetano do Sul e de personalidades das áreas pública, política, social e cultural. A base de informações da seção é o acervo iconográfico do Centro de Documentação Histórica da Fundação Pró-Memória.

Usando como veículo a revista Raízes e, especialmente a seção Memória Fotográfica, a Fundação Pró-Memória cumpre a função de comunicar, preservar e relatar, por meio de uma fotografia, ocasiões marcantes na vida de moradores e de pessoas que deixaram algum legado de trabalho na cidade.

O projeto Raízes e Retratos foi criado visando ao enriquecimento e à ampliação da seção Memória Fotográfica, uma vez que mais histórias serão compartilhadas por meio de imagens. Teremos munícipes contribuindo diretamente, atuando como construtores de sua própria identidade, apropriando-se deste patrimônio cultural. Outro objetivo seria o incremento do acervo da instituição, já que os participantes terão a opção de fazer a doação da foto publicada.

Podem ser inscritas fotos sob diversos temas: registros familiares, arquitetônicos, de hábitos e fatos, desde que sejam exclusivamente do município de São Caetano do Sul, datadas até o ano de 1990. O número de imagens inscritas é ilimitado, porém, a Fundação Pró-Memória poderá escolher até seis imagens por participante, sendo que poderão ser publicadas em edições diferentes. Os critérios de avaliação levarão em conta a qualidade informativa da imagem, sua antiguidade, valor documental, a qualidade fotográfica e a estética.

Dentro de um prazo pré-estabelecido, as fotografias podem ser entregues em mídia digital (CD ou DVD em arquivo de alta resolução) ou em papel, na sede da Pró-Memória, acompanhada de uma ficha descritiva que será entregue no momento da captação. No prazo de 30 dias, o participante receberá via email ou telefone a informação da aprovação ou não da publicação da imagem inscrita. A fotografia que for entregue original em papel, após aprovada, será digitalizada no prazo máximo de cinco dias úteis e devolvida ao participante.

Clique aqui para conferir o regulamento completo deste projeto.